A rede social “Digg”

Entre a apresentação do trabalho e os dias de hoje, o “Digg” tem vindo a sofrer sucessivas alterações no seu funcionamento. Este trabalho não acompanhou essas alterações e reporta-se somente à data da sua da realização.

DIGG
Introdução

A Internet possui uma quantidade enorme de informação, impossível de ser organizada por uma só pessoa. Para que essa informação fosse organizada seria preciso um número infindável de pessoas para procurar entre as milhões de notícias disponíveis.
Para seleccionar e filtrar conteúdos de interesse para o utilizador médio e saber se essa selecção e filtragem fossem bem recebidas por parte desses utilizadores seriam precisas mais pessoas ainda.
O que é o Digg?
O Digg faz parte da rede de sites pertencentes a Web 2.0, é um sítio na internet de notícias sociais alimentado pelos utilizadores, que agrupa milhares de pessoas em todo o mundo que procuram, enviam, revêem, classificam e escrevem notícias sobre tudo o que acontece na internet. Assim os utilizadores decidem tudo sobre o conteúdo publicado através de múltiplas tarefas. Ao fazer isso, a comunidade Digg contribui para a mudança do modo como as pessoas consomem informações on-line.
O Digg promove o debate de ideias sobre as diferentes noticia e fornece ferramentas para a comunidade discutir os temas que lhes são gratos. Ao olhar para a informação através da lente da comunidade colectiva do Digg, o utilizador acaba quase sempre por encontrar algo interessante e original. Em princípio todos os conteúdos publicados têm as mesmas possibilidades de obterem votações por parte da comunidade, com o intuito de virem a ser mais facilmente difundidas através da difusão na página de entrada do Digg.
O Digg é uma mistura de sítio geral de notícias, blog e rede social, sendo também uma ferramenta popular de promoção para utilizadores de blogues.
O Digg cresceu para ser uma das fontes mais populares de informações na Web através dos esforços de um grupo de criadores apaixonados, administradores de bancos de dados, designers e outros indivíduos.
Como começou o Digg?
O Digg começou como uma experiência em Novembro de 2004. Kevin Rose, um ex-empregado da Tech TV, foi o co-fundador do Digg. Kevin Rose teve a cooperação de Jay Adelson e Owen Byrne, respectivamente CEO e engenheiro sénior de software do Digg. Todos eles, excepto Owen Byrne desempenham actualmente um papel activo na gestão do site.
No projecto Rose gastou mil dólares para desenvolver e lançar o Digg, utilizando softwares open source (de código aberto). David Prager originalmente queria dar o nome ao sitio “Diggnation”, mas Owen Rose queria um nome mais simples. Ele escolheu o nome “Digg”, porque os utilizadores seriam capazes de “escavar” as noticias, a partir das apresentadas. O site foi chamado de “Digg” em vez de “Dig”, porque o nome de domínio dig.com tinha sido registada pela Walt Disney Internet Group.
Actualmente a equipa é liderada pelo CEO Jay Adelson, fundador da bilionária empresa Equinix (EQIX).
O percurso do Digg
O projecto original estava livre de anúncios, e foi projectado por Dan Ries. Seis meses depois de ser lançado, o site tinha cerca de 25 mil utilizadores registados. Depois de um ano de existência, o Digg tinha 80 mil utilizadores registados e 500 mil visitantes por dia.
Como o Digg se tornou mais popular, o Google AdSense foi adicionado ao site. Em Julho de 2005, o sítio foi actualizado para a segunda versão. A nova versão apresentava uma lista de amigos, a capacidade de “Digg”, noticias sem serem redireccionadas para uma página principal, e uma nova interface desenvolvida pela “Web Silverorange”, empresa de design.
Em Maio de 2006, o Digg alcançou a marca de 300 mil usuários registados e mais de um milhão de visitantes por dia, com 1.500 notícias postadas diariamente.
Na segunda-feira 26 de Junho de 2006 a versão 3 do Digg foi lançado com categorias específicas para a Tecnologia, Ciência, Mundo & Negócios, Vídeos, entretenimento e vídeo jogos, bem como uma secção “Ver todas” as categorias.
Em Maio de 2006, o Digg alcançou a marca de 300 mil usuários registados e mais de um milhão de visitantes por dia, com 1.500 notícias postadas diariamente.
Em 27 de Agosto de 2007, o Digg alterou a sua interface principal, principalmente na área do perfil. O domínio “digg.com” atraiu pelo menos 236 milhões de visitantes anualmente, até 2008.
Algumas notícias têm vindo a público sobre a sua eventual venda a uma empresa maior desde o inicio de 2006. As negociações de venda mais recentes davam conta de um possível entendimento com o Google em Julho de 2008, onde foi atribuído um valor ao Digg de aproximadamente 200 milhões de dólares americanos, valor esse que foi rejeitado pela Google, gorando-se então o negócio.
Ser um utilizador Digg
Para proteger a integridade do sistema, o Digg segue a politica de uma pessoa, uma conta. Isto é para ajudar a impedir os utilizadores de inflacionar artificialmente a contagem Digg dos conteúdos.
Para pertencer á comunidade, o utilizador deverá proceder a um registo no Digg para criar uma conta e assim ter um papel activo dentro da comunidade, com acesso a todas as funcionalidades Digg.
Aquando do registo é pedido ao novo utilizador informações precisas e actualizadas. O incumprimento destes requisitos poderá levar à rescisão da conta no Digg.
O novo utilizador para aceder à comum idade fica na posse de um ID e de uma senha de confirmação da qual é responsável.
Os serviços estão disponíveis apenas para indivíduos maiores de 13 anos, quer actuem em nome próprio ou como empregado ou representante autorizado de uma empresa ou outra entidade comercial.
Digg é uma rede social por definição, assim, partilhar uma certa quantidade de informação é importante. A publicação de notícias, observações, comentários e votações Digg são contribuições importantes para a comunidade Digg. O Digg não é para uso comercial. Não se deve usar o Digg para vender ou promover produtos e serviços. Se essa situação acontecer e for detectada o Digg reserva-se no direito de encerrar a conta de utilizador do prevaricador permanentemente.
A mesma punição é válida para os utilizadores que publicarem, ou aludirem nos seus comentários referências de carácter racista, ou de incitação ao ódio.
Como funciona o Digg?
É muito fácil começar a usar o Digg. As funções básicas do sítio são muito simples e intuitivas. Quando se entra na página inicial do Digg, deparamo-nos logo com as notícias consideradas mais interessantes e populares. Essas notícias foram enviadas pelos utilizadores do Digg.
Esses utilizadores enviam notícias encontradas em blogs, sítios profissionais de notícias e postagens aleatórias na Internet. Essas notícias entram na lista de notícias publicadas do Digg. Quando os utilizadores encontram notícias interessantes na lista das notícias adicionadas no Digg podem fazer um “Digg it” ao clicar num botão para o efeito, o que significa que ao Digg foi dada a informação de que aquela notícia é interessante.
Quando um artigo recebe Diggs suficientes, esse artigo aparece na página principal do Digg, ou seja na página de entrada. Dentro da comunidade de utilizadores do Digg, existem bastantes utilizadores que passam horas à procura de notícias interessantes nas filas de notícias publicadas no Digg, com o intuito de promover as boas ou de excluir as más notícias.
Todas as notícias que um utilizador selecciona são armazenadas na sua conta para serem lidas futuramente, acabando por isso por criar uma lista de tudo o que seleccionou. Quantos mais utilizadores seleccionarem uma determinada notícia, mais hipóteses tem de aparecer na página principal.
Em 2 de Abril de 2009, o Digg passou a integrar uma barra de ferramentas que permite ao utilizador diversas funções sem sair da página do Digg.
Em Maio de 2009 o Digg lançou uma nova funcionalidade que integra o Facebook Connect. A integração com o Digg Facebook Connect permite aos utilizadores do Digg e Facebook ligarem as suas contas. Quando uma conta no Facebook está ligada a uma conta do Digg, as noticias domDigg podem ser partilhadas na página do utilizador do Facebook. O Facebook Connect também permite que os utilizadores do Facebook entrem no Digg com a sua conta do Facebook, ignorando assim o registo exigido no Digg.
Todas as suas configurações Facebook Connect específicas estão disponíveis através do perfil de utilizador.
Funções básicas do Digg
No Digg as notícias podem ser consultadas, publicadas, comentadas, partilhadas com outras redes, enviadas por correio electrónico, ou ainda relatar diversas anomalias.
Descobrir notícias
Para ter acesso às notícias do Digg, o utilizador dispões de varias opções através dos menus disponíveis, que podem ser usados para mais rapidamente chegar ao material que eventualmente o utilizador mais desejar.
Podemos ter acesso às notícias de uma forma geral, em estas surgem misturadas sem serem separadas por categorias ou géneros.
No Digg as notícias são organizadas em grupos de categorias separadas:
• Tecnologia, com as subcategorias Apple, Design, Hardware, Gadgets, Notícias da Industria Tecnológica, Linux/Unix, Microsoft, Mods, Programação, Segurança e Software.
• Mundo e negócios, com as subcategorias Negócios e Finanças, Mundo, Politica e Opinião Politica.
• Ciência, com as subcategorias Ambiente, Espaço e Ciências Gerais.
• Jogos de Vídeo, com as subcategorias, Noticias da Industria de Videojogos, jogos para PC, Nintendo, Playstacion, Xbox e Online na Internet.
• Estilo de vida (social), com as subcategorias Arte e Cultura, Educação, Alimentação, Automóveis, Saúde e Viagens e Lugares.
• Entretenimento, com as subcategorias Celebridades, Filmes, Musica, Televisão, BD e Animação.
• Desporto, com as subcategorias Basebol, Basquetebol, Desportos Radicais, Futebol Americano, Golfe, Hóquei no Gelo, Desportos Motorizados, Futebol, Ténis, outros desportos, e uma subcategoria especial dedicada aos Jogos Olímpicos de Inverno.
• Offbeat, com as subcategorias Comédia, Noticias Antigas, Pessoas, Mascotes e Animais
O utilizador também pode ir directamente para notícias que contenham vídeos ou fotos.
No menu é proporcionado ainda ao utilizador escolher as mais recentes, as mais populares, as mais da última semana, mês e até do último ano.
Se o utilizador pretender também pode visualizar noticias aleatoriamente através do botão.
Ao utilizador é dada a opção de visualizar ou não o Digg Bar sobre as noticias consultadas, através da possibilidade de clicar sobre a opção fechar o Digg Bar ou ainda accionar a opção esconder sempre o Digg Bar
Personalizar a página de entrada
Se existe apenas interesse nalguns assuntos que são publicados no Digg, o utilizador pode alterar a exibição de notícias através da personalização ao clicar em que está localizado na barra superior de navegação ao lado de “Imagens”. Depois de ter acedido à página de personalização o utilizador deve activar as acções da sua preferência. Além disso, qualquer tema específico ou de uma categoria pode ser definida como página inicial.
Criar uma rede de amigos para partilha de conteúdos
No Digg pode-se criar um a rede de partilha com a criação de uma lista de amigos, através de um convite, tendo para isso varias ferramentas ao dispor do utilizador. Depois de criada a lista, os utilizadores passam a ter contacto colectivamente com os diversos conteúdos consultados por quem pertence a essa lista.
Outros meios de partilhar os conteúdos
O Digg proporciona o envio de um email de uma noticia, publicar essa noticia na pagina pessoal do Facebook e do Twitter do utilizador.
As actualizações de notícias no Digg também podem ser enviadas para a caixa de correio do utilizador nos termos que este escolher nas suas definições de utilizador.
Publicar uma notícia
Depois de localizar um artigo, imagem ou vídeo on-line que mereça ser publicado deverá para publica-lo no Digg. O Digg foi criado com o objectivo de apresentar histórias originais.
Para publicar uma notícia no Digg, o processo é simples, depois de realizar uma busca com a finalidade de evitar a duplicação de notícias publicadas, clicar em dar entrada do URL da notícia, escolher o tipo de média, classificar a que categoria pertence e fazer uma pequena descrição do que se está a publicar. A publicação da notícia será imediata e aparecerá na secção “próximas notícias” no qual outros membros podem encontrá-la e votá-la. Depois de ganhar massa crítica torna-se “popular” através da votação da comunidade e salta para a página da sua categoria.
Comentar uma notícia
Nunca devendo esquecer que o espírito do Digg é o todos os utilizadores se tratarem com respeito as noticias podem ser comentadas pela comunidade. Para fazer um comentário a uma notícia, basta fazer um clique em “comments” que fica situado logo abaixo da descrição da notícia, e adicionar o comentário que será publicado na página da hiperligação da notícia. Clicando em “comments”pode-se ver também os comentários eventualmente feitos à noticia dos outros utilizadores. Depois de efectuado um comentário, este poderá ser alterado ou eliminado, dentro de um prazo de cinco minutos.
Quando alguém reage de uma forma menos própria a um comentário, para evitar que essa situação continue, o utilizador lesado deverá entrar em contacto com o Digg para a situação ser analisada.
Os comentários podem ser avaliados através de votação para cima ou para baixo conforme indica o polegar.
No caso de já se ter votado contra um comentário que depois se deseja apoiar, apenas devemos clicar no polegar para cima uma vez para neutralizar o voto negativo, e em seguida, um segundo clique para registar o voto positivo e (vice-versa)
Relatar anomalias sobre notícias
Para um melhor funcionamento do sítio, quando se encontram anomalias nas notícias publicadas, os utilizadores devem reportar essa informação ao Digg.
Assim deverá ser reportada a informação quando se encontram notícias repetidas, hiperligações incorrectas, notícias incorrectas, antigas, sem conteúdo interessante e spam. O utilizador deverá reportar a informação anómala clicando no menu “Bury” situado abaixo de cada descrição da notícia, e indicar o respectivo problema. A informação anómala poderá ser: informação duplicada, spam, tópico errado, descrição inapropriada, ou ainda uma notícia de baixo cariz moral. Quando uma notícia tiver rejeições suficientes, ela desaparece da fila do Digg e só é exibida nos resultados de busca e de perfil dos utilizadores.
Vantagens de utilização do Digg
A grande vantagem do Digg, é a facilidade com que se encontram e partilham notícias realmente úteis, interessantes e não muito usuais na maior parte dos sítios de serviços noticiosos. A juntar a isso a facilidade do uso de ferramentas para construção de redes de amigos para partilhar e debater noticias de interesse comum.
Desvantagens de utilização do Digg
As desvantagens de utilização do Digg, estão ligadas a uma possível manipulação das notícias mais votadas por parte de grupos que pretendam promover determinadas notícias (através das votações) para atingir determinados fins, induzindo utilizador em erro ao que é realmente mais popular e do interesse da comunidade Digg.
Outra das desvantagens da utilização do Digg é o da língua.
Apenas está disponível em Inglês.
Conclusão
Sendo um utilizador Digg desde o dia 3 de Março de 2010, posso concluir que passei por boas experiências no contacto com a rede Digg.
Descobri notícias interessantes e úteis para a minha formação em ECM nomeadamente na área das notícias tecnológicas. Criei uma rede de amigos e convidei outros a conhecerem as potencialidades do Digg.
É com facilidade que a partir do Digg se faz uma interoperabilidade com outras redes sociais, ao postar directamente para as minhas páginas a partir do Digg, no Facebook (http://www.facebook.com/profile.php?ref=profile&id=100000819979402) e Twitter, (http://twitter.com/ruibexiga) as noticias consideradas interessantes para partilhar nessas redes.
Dentro desta curta experiência foi-me possível detectar a promoção de pelo menos duas notícias de forma suspeita, através do tempo que passaram na página principal.
Será que há assim tanta gente a promover a avaria nos pedais dos carros da Toyota, e o novo filme de Reese Whiterspoon durante uma semana.
No final e pesadas todas as experiências dentro desta rede, e como contestatário que sou em relação às redes sociais, o Digg foi para uma boa surpresa, ficando no final da investigação realizada, a vontade de continuar por aqui, publicando, partilhando, votando, e comentando as notícias…
Surpresa!!!
Fontes – Wikipédia, Digg, e experiência de uso durante 15 dias entre 3 e 19 de Março de 2010 em http://www.digg.com

Esta publicação é uma adaptação de um ficheiro publicado em docx.
A apresentação do trabalho ocorreu sexta-feira 24/03/2010 em sala de aula na ESES.

Docente: Valter Gouveia

Discente: Rui Bexiga

, ,

  1. Deixe um comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: